Queijo com cerveja
Explore o Mestre em você

Combinações

Queijo com cerveja

A cerveja é uma excelente bebida para acompanhar queijos, e algumas dicas simples podem resultar em algumas excelentes combinações. Uma excelente característica da cerveja é que ela contém uma doçura natural, que combina muito bem com o sabor salgado ou rico do queijo.

Meu nome é Mark Dredge, sou um escritor freelance que escreve sobre cerveja para várias publicações nacionais no Reino Unido. Eu trabalho para a Cervejaria Camden Town e sou reconhecido por meus conhecimentos sobre cervejas artesanais. No momento estou trabalhando em um novo livro sobre como combinar alimentos com cerveja, e acabei de concluir o capítulo sobre o queijo e a cerveja.

Há uma enorme variedade de cervejas, assim como existe uma enorme variedade de queijos. Algumas cervejas são claras e delicadas, outras são escuras e pesadas, há cervejas doces, cervejas fortes, cervejas amargas, cervejas ácidas, e cada uma delas combina-se bem com um certo tipo de queijo. Uma regra simples, no entanto, é que cervejas mais fortes e encorpadas combinam-se melhor com queijos.

Gosto é algo subjetivo e difere de pessoa para pessoa. A melhor maneira de encontrar as melhores combinações é bem simples e divertida: basta comprar alguns queijos diferentes e abrir algumas cervejas diferentes e saboreá-los juntos para ver qual agrada e qual não agrada. Com isso, você sempre terá algumas surpresas.

 
 
 

O queijo Rembrandt tem um sabor intenso e, por isso, você deve optar por uma cerveja com um impacto e profundidade similares. Experimente uma cerveja com um sabor caramelado que destaca a riqueza do queijo. O sabor caramelado é proporcionado pelo malte.

A essência é a intensidade plena da doçura para complementar o intenso sabor do queijo.

  • Uma excelente combinação é o
    La Trappe Dubbel, uma cerveja trapista holandesa com tons de caramelo, frutas secas e chocolate

Algumas sugestões alternativas são:

  • Uma Bockbier Alemã, como a Paulaner Salvator
  • Uma IPA Americana, como a Odell IPA
  • Uma Stout doce, ou uma forte e amarga britânica, como a Fuller’s ESB
 
 
 

O Vincent é um queijo holandês envelhecido com um sabor rico e adocicado.

Uma vez que este queijo é tão rico, um pouco de doçura combina-se bem com ele - como incluir frutas ou chutney em uma tábua de queijos e, como o queijo é suave e rico, estes combinam-se bem com a cerveja.

  • Pense em cervejas escuras como a Samuel Smith’s Oatmeal Stout, com seus tons de chocolate e café. A cremosidade da aveia complementa a cremosidade do queijo

Algumas sugestões alternativas são:

  • Cervejas de trigo alemãs
  • Hefeweizen como a Schneider Weisse
  • Sam Smith Oatmeal Stout
  • Little Creatures Pale Ale
 
 
 

O queijo Vermeer tem um sabor frutado com uma textura rica, ao mesmo tempo que contém menor teor de gordura e de sal do que os queijos Gouda clássicos.

Sua doçura frutada é semelhante à das modernas cervejas norte-americanas chamadas Pale Ale e IPA.

  • Uma delicada Pale Ale norte-americana, como a 5 Barrel Pale Ale, é uma ótima combinação. Está cerveja tem uma doçura caramelada e aromas cítricos do lúpulo, além de ter um final amargo e refrescante.

Algumas sugestões alternativas são:

  • Lagunitas IPA
  • Uma boa Amber ale belga, como a Palm ou De Koninck
  • Little Creatures Pale Ale da Australia
  • Uma Dubbel belga, como a Westmalle ou a Chimay Red
 
 
 

O Frans Hals é um queijo de cabra envelhecido encorpado e exuberante. Sua cremosidade exige uma cerveja com uma cremosidade similar, além de alguns tons frutados para manter a combinação fresca e divertida.

As cervejas feitas à base de trigo são mais ricas e encorpadas.

  • As cervejas de trigo alemãs, como a Weihenstephan Hefe Weissbier, usam uma variedade de levedura especial que é muito frutada por natureza, e você pode esperar encontrar aromas de banana, pera, baunilha e chiclete, além de uma certa doçura caramelada no entremeio. Isso pode até soar como sobremesa, mas ela também tem um final apimentado e seco, o que confere um ótimo equilíbrio a esta cerveja.

Algumas sugestões alternativas são:

  • A riqueza achocolatada da Anchor’s Porter
  • A picante secura de uma Saison Dupont