Queijo com vinho
Explore o Mestre em você

Combinações

Queijo com vinho

Vinho e queijo já andam lado a lado a séculos; no entanto, com a crescente variedade hoje em dia, tanto de vinhos como de queijos, existem muitas opções de combinações inimagináveis. Por isso, e para evitar adivinhações na combinação, apresentamos aqui algumas excelentes opções de vinhos que complementam nossas deliciosas linhas de queijo.

Yannick Loué é um especialista de vinhos franceses com base no Reino Unido. Ele seguiu os passos de seu pai ao ingressar na Escola de Culinária de Paris, e iniciou sua carreira em um restaurante com uma estrela Michelin na França.

Em seguida, ele passou oito anos trabalhando no New Forest na Inglaterra, onde desenvolveu sua paixão pelo vinho, descobrindo todos os vinhos do Novo Mundo que ele nunca havia se deparado antes.

Ele adora compartilhar sua paixão com outras pessoas, e está interessado em romper as barreiras que, segundo ele, existem quando se fala sobre vinhos.

Lembre-se de que estas são apenas recomendações. Gosto é subjetivo e, por isso, sinta-se à vontade para experimentar vinhos diferentes para encontrar sua combinação ideal.

Assim como em qualquer boa combinação, é bom considerar os sabores complementares ou contrastantes. Um vinho exuberante combina bem com um queijo de creme triplo, enquanto um vinho ácido irá suprimir a doçura do queijo. Ao iniciar suas experimentações, primeiro saboreie apenas o queijo para ter uma ideia de seu caráter, e, depois, coma outro bocado com um pouco de vinho para ver como eles se combinam.

 

O queijo Rembrandt tem um sabor muito forte, portanto, certifique-se de escolher um vinho que seja capaz de não sobrepor o sabor do queijo. É importante lembrar que quanto mais maduro o queijo, quanto mais ele vai se sobrepor ao vinho, por isso escolha um que não seja subjugado pelo sabor forte.

Os vinhos Cabernet são uma ótima combinação para isso, particularmente o Cabernet Franc, já que este oferece a força para sobrepujar o sabor do queijo, mas sem se sobressair e arruinar tanto o sabor do queijo como o do vinho. A doçura do vinho complementa o intenso sabor do queijo. O Saumur Champigny Veille Vigne 2010 é uma boa escolha, já que ele é rico e encorpado.

Também é importante escolher um vinho com um alto nível de acidez, uma vez que irá ajudar a amenizar o sabor do queijo e aguçar o paladar.

Outras alternativas são:

  • Cabernet Sauvignon
  • Pinotage sul-africano
  • Shiraz australiano
  • Heartland Dolcetto
 
 
 

O Vincent é um queijo holandês envelhecido, com um sabor rico e adocicado. Igual ao Rembrandt, você vai querer escolher um vinho frutado e adocicado, a fim de não sobrepor a riqueza do sabor do queijo.

O Riesling oferece um sabor bem doce no começo, o que vai ajudar a reduzir a riqueza do queijo e proporcionar um sabor equilibrado.

Quando se trata de combinar vinhos com este queijo, o mais importante é certificar-se de que o vinho tenha um alto grau de acidez que irá complementar o componente adocicado do queijo. Algo como o Josef Chromy SRG Riesling 2010, é uma excelente combinação devido aos sabores adocicados instantâneos que ele proporciona antes de surgir a acidez para liberar o paladar e acentuar a doçura do queijo.

Outras alternativas são:

  • Chardonnay
  • Gewurztraminer australiano ou francês
 
 
 

O Vermeer é um queijo frutado com uma textura encorpada deliciosa. No entanto, esse queijo contém menor teor de gordura e de sal do que os queijos Gouda clássicos. Na hora de escolher um vinho para complementar o Vermeer, opte por sabores levemente frutados que complementam a natureza mais suave deste queijo em comparação com os Goudas clássicos, ao mesmo tempo que mantém a textura encorpada e frutada.

O meu favorito aspecto da combinação de vinhos com este queijo é a possibilidade que estes oferecem de proporcionar explosões de textura e sabor, por exemplo, a riqueza do queijo com os frutos do vinho. As explosões de riqueza serão complementadas com lampejos de sabores frutados, criando um sabor perfeitamente equilibrado.

O equilíbrio do sabor forte com a doçura é muito importante para a combinação do queijo e o vinho, já que os sabores devem se complementar mutuamente. Uma boa opção é um Malbec, como o Coliman Malbec Bonarda 2012. Mais uma vez, o vinho ajuda a liberar o paladar.

Outras alternativas são:

  • Merlot
  • Chardonnay
  • Planeta Cerasullo
 
 
 

O Frans Hals é um queijo de cabra envelhecido luxuoso que tem um sabor muito encorpado e um aroma delicado. Ao escolher um vinho para complementar o queijo é importante não escolher algo que se sobreponha ao aroma delicado, ou seja, deve-se escolher um vinho de sabor leve e fresco.

Os vinhos que escolhi são muito frutados com um alto nível de acidez para suprimir a cremosidade encorpada do queijo.

Mais uma vez, o segredo é o equilíbrio, e um queijo encorpado precisa ser complementado por um sabor mais leve e frutado. Um Sauvignon Blanc é uma ótima escolha, como um Los Haroldos

Outras alternativas são:

  • Les Perles Pipuepoule de Pinet 2012
  • Gruner Vetliner